ONU realiza a primeira Conferência de Povos Indígenas

New York (Estados Unidos) – Nos dia 22 e 23 de setembro, a Organização das Nações Unidas (ONU) sedia a 1ª Conferência Mundial Sobre os Povos Indígenas, em Nova York (Estados Unidos).

Mais de mil delegados indígenas e não indígenas analisam e compartilham suas perspectivas para a concretização de direitos, baseados na “Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas” aprovada pela ONU, em setembro de 2007.

Na abertura da Conferência, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que “os povos indígenas estão no centro dos debates sobre direitos humanos e desenvolvimento global” e prometeu lutar contra a exclusão e a marginalização que estes povos enfrentam. O secretário disse também que entre as principais preocupações estão a posse da terra e os direitos dos grupos.

Segundo a ONU, existe cerca de 370 milhões de indígenas espalhados por 70 países, o que representa 5% da população mundial. Mesmo assim, muitos países apresentaram críticas sobre a falta de espaço para que os povos indígenas tenham participação efetiva na tomada de decisões sobre assuntos que os afetam diretamente, como foi o caso do documento apresentado por representantes de organizações indígenas do Chile à Conferência.

Entre as demandas do documento chileno, em primeiro lugar, as lideranças pedem ao Estado que apoie a realização de uma verdadeira Conferência Mundial sobre os Povos Indígenas e que esta cumpra com todos os protocolos, requisitos e procedimentos.

A atividade da ONU deve resultar em um documento sobre a implementação dos direitos destes povos com base em uma consulta aberta com os países-membros e os povos indígenas. | Fonte: Portal Brasil

 

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply